top of page

ABDOMINOPLASTIA  

A ABDOMINOPLASTIA É ALÉM DA ESTÉTICA,

UMA CIRUGIA EM PROL DA SAÚDE

A abdominoplastia --  cirurgia no abdômen  --   é muito procurada pelas mulheres brasileiras. Sol, praia e corpo em boa forma  são fundamentais na hora de curtir o verão com os amigos e a família.

Porém, muitas mulheres  apresentam estrias, flacidez e acúmulo de gordura no abdômen o que resulta na busca incessante por um corpo

condizente com seu desejo de ter uma barriguinha lisinha e chapada. Exercícios e dietas muitas vezes não resolvem e a solução passa pela decisão de realizar uma cirurgia plástica.

 

A maioria das mulheres depois de uma gravidez ou  um emagrecimento severo (após sobrepeso) ou ainda quando envelhecem  acumulam gordura,  flacidez da pele e  fraqueza muscular na região abdominal. A  abdominoplastia (cirurgia estética e reparadora no abdômen), melhora o contorno do abdômen, remove os excessos de pele e gordura, além de corrigir a flacidez e reposicionar a musculatura da parede abdominal, o que proporciona um abdômen plano e o afinamento da cintura.O ideal para a maioria das mulheres, é se submeter a um procedimento que valorize as formas de maneira discreta.

 A abdominoplastia pode ser considerada além da estética um procedimento em prol da saúde psíquica da paciente pois , aumenta sua auto-estima e dá outro ânimo a sua vida amorosa.

 

O que é abdominoplastia? Qual a diferença entre a abdominoplastia total e a mini-abdominoplastia?

A abdominoplastia é uma cirurgia estética e reparadora, indicada para remoção do excesso de pele no abdômen e/ou correção da flacidez da musculatura abdominal. A "mini"-abdominoplastia é uma cirurgia semelhante, porém com cicatrizes menores, indicada para flacidez leve e moderada no abdômen, predominante na parte inferior do abdome.

 

 

Posso fazer a cirurgia estando acima do peso?

Dependerá da avaliação do cirurgião. Geralmente em sobrepeso leve e estável, a cirurgia pode ser realizada. Em casos onde existe o "abdômen em avental", a cirurgia pode ser realizada em caráter reparador, para melhorar a qualidade de vida da paciente.

 

A sensibilidade do abdômen fica alterada após a realização da abdominoplastia?

Temporariamente, na região abaixo do umbigo. A sensibilidade pode ficar alterada por tempo variável, mas geralmente se reestabelece em um período abaixo de 6 meses.

 

É possível associar uma outra cirurgia à abdominoplastia?

Sim.  A cirurgia mais frequentemente associada é a lipoaspiração dos flancos e das costas, para complementar o contorno corporal.

 

O dreno também é utilizado em uma cirurgia de abdominoplastia?

Pode ser utilizado ou não, dependendo da técnica e da preferência do cirurgião.

 

O pós-operatório é muito doloroso?

Na maioria dos casos a medicação prescrita é suficiente para um pós-operatório confortável. Existe uma variação individual para o limiar de dor, sendo que algumas pacientes necessitam de uma quantidade maior de analgésicos do que outras.

 

Existe algum tipo de perigo ao realizar a cirurgia de abdominoplastia?

Se não houver nenhum fator de risco adicional associado, os riscos envolvidos são semelhantes ao de outras cirurgias. Geralmente são utilizados anticoagulantes e meias/massageadores penumáticos, para prevenir trombose e embolia pulmonar, além dos outros cuidados de rotina.

 

Poderá haver complicações após a cirurgia?

Sim, como em qualquer procedimento cirúrgico, sempre existe um risco.

 

Poderei ter filhos futuramente?

É preferível ter filhos antes da cirurgia, para manutenção dos resultados da cirurgia, mas já acompanhei diversas pacientes que engravidaram após a abdominoplastia. Algum desconforto pode ser observado, pela rigidez do abdome.

 

Depois de quanto tempo voltarei às minhas atividades normais?

Em média 30 dias, para atividades rotineiras. Atividades que envolvem esforço podem ser liberadas em 60 a 90 dias, dependendo de cada caso.

 

Posso voltar a fumar após a cirurgia?

Não é indicado, especialmente no período que antecede a cirurgia, assim como no pós-operatório. 

 

Quanto tempo dura o inchaço?

É variável. O inchaço "grosseiro" dura em média 30 dias, reduzindo progressivamente nos próximos meses ( 4 a 6 meses geralmente)

 

É necessário realizar drenagem linfática após a cirurgia?

Eu recomendo sempre, mas não é obrigatório. 

 

Com quantos dias é retirado os pontos?

Por volta de 7 a 14 dias após a cirurgia.

 

É necessário utilizar cinta modeladora após a cirurgia de abdominoplastia?

Sim

 

Quanto tempo terei de ficar em repouso?

Não é recomendado o repouso absoluto e sim um repouso relativo, com restrição de esforços. Gradativamente a paciente será liberada para atividades pelo cirurgião, de acordo com sua evolução no pós-operatório.

 

Quanto tempo demorará para o resultado definitivo da abdominoplastia aparecer?

O inchaço e a cicatrização são variáveis entre as pacientes, por isso é difícil definir o tempo exato da recuperação. Em média, de 6 meses a um ano.

 

Quais os principais cuidados do pós-operatório?

Seguir as recomendações do médico que realizou a cirurgia. A manutenção do peso (ou redução) e realização de atividades físicas, é importante para manutenção dos resultados a longo prazo, além de proporcionar uma vida mais saudável.

​Duvidas comuns:

Quais os fatores responsáveis pela flacidez abdominal?

Os principais são: modificações de peso, gravidez, envelhecimento, presença de estrias, fatores genéticos e hormonais.

 

Quando é indicada uma abdominoplastia?

É indicada para o tratamento da flacidez da pele abdominal moderada ou severa, que não pode ser corrigida através de outros tratamentos. Nesta cirurgia é possível também corrigir o relaxamento da musculatura abdominal e os depósitos de gordura localizados no tronco.

Como é feita a abdominoplastia?

A cirurgia consiste, basicamente, na retirada da pele excedente, aproximação da musculatura central do abdome e, em muitos casos, lipoaspiração. A cicatriz resultante fica posicionada na região inferior do abdome e ao redor do umbigo.

 Ato cirúrgico: 3 a 4 horas. Internação: 24 horas (na grande maioria dos casos), podendo se prorrogar até 72 horas em alguns casos

 

 

 

Como realizar uma abdominoplastia menos perceptível?

Alguns fatores tornam evidente que uma pessoa realizou uma cirurgia plástica abdominal. Cicatrizes altas, que não podem ser escondidas por um biquíni ou até mesmo uma calça baixa;  umbigo com cicatrizes aparentes e/ou mal posicionados; e alterações no contorno da cintura, ou seja, um abdome enxuto com gordura excedente nos flancos.

Todos estes fatores podem ser evitados com um bom planejamento da cirurgia, posicionando a cicatriz abdominal em uma localização facilmente ocultável, e a cicatriz umbilical invertida para dentro do umbigo. O contorno corporal é melhorado associando-se uma lipoaspiração do abdome e dos flancos, no mesmo ato cirúrgico.

Quais as principais modificações no abdome após a cirurgia? 

Correção da flacidez da pele abdominal, e eliminação das imperfeições nela existentes (estrias, cicatrizes...); e também uma redução significativa do diâmetro abdominal (cintura), através da plicatura dos músculos abdominais e da lipoaspiração.

 

Podem ser realizadas outras cirurgias conjuntamente com a abdominoplastia?

A cirurgia combinada deve ser individualizada para cada caso.

O uso da lipoaspiração a laser pode reduzir o sangramento e amenizar o pós-operatório, assim como melhorar a flacidez em locais onde não foi retirada a pele, como flancos e região dorsal por exemplo.

O enxerto gorduroso em glúteos também pode ser realizado, sob o risco de maior taxa de reabsorção devido ao fato dos pacientes dormirem apoiados sobre os enxertos (compressão).

Mastopexias são indicadas somente em pacientes com flacidez sem presença de sobrepeso. Mamoplastias redutoras, somente se houver uma real necessidade reparadora por excesso de volume. Devido ao emagrecimento acentuado observado após a cirurgia em pacientes com algum grau de sobrepeso, observa-se redução significativa no volume mamário, com recidiva da ptose (queda e flacidez). Somado a isso, ocorre maior sangramento, e o tempo cirúrgico pode exceder o recomendado, uma vez que as cirurgias de mamoplastia duram, em média, 3 horas.

Outras cirurgias de menor porte, quando indicadas, podem ser realizadas desde que não existam alterações na avaliação pré-operatória

 

Como é o pós-operatório?

Em casa: seguir a prescrição médica, manter repouso relativo por 7 dias, e iniciar as drenagens linfáticas após este período (2 a 3 x semana, durante 30 dias). Uso de cinta cirúrgica por 60 dias (média). Retornos pós-operatórios com 7, 14, 30 e 60 dias. Retorno às atividades cotidianas entre 14 e 21 dias, quando são retirados os pontos. Retorno às atividades de esforço entre 60 e 90 dias.

Obs.: Modificações na técnica clássica reduziram drasticamente o uso de drenos nesta cirurgia que, quando usados, permanecem por um período médio de 24 a 48 hs. Em minha casuística pessoal, tenho utilizado em menos de 5% dos casos.

 

bottom of page